top of page
  • Carolina Torronteguy

Características do transtorno de personalidade antissocial

A característica fundamental do transtorno de personalidade antissocial é um modelo de desprezo, frieza e desconsideração por aquilo que pode ser tido como direito dos outros. Esse padrão tende a fazer com que as pessoas com tal condição não tenham remorso ou escrúpulos e, por isso, violem qualquer que sejam esses direitos, caso o outro represente um obstáculo aos seus desejos. Mais uma característica importante é que esses aspectos normalmente têm início durante a infância, podendo se manifestar também no início da adolescência, sendo que persistem pela idade adulta. Outros nomes relacionados ao transtorno de personalidade antissocial são muito conhecidos de boa parte da sociedade, como sociopatia, psicopatia e transtorno de personalidade dissocial. Além de tudo isso, vale ressaltar que a manipulação e a mentira são características basilares desse tipo de transtorno. Para entender melhor, vamos analisar essa condição partindo de dois pontos principais:


1. O transtorno de personalidade antissocial promove altos níveis de irresponsabilidade


Não é difícil perceber como os indivíduos com transtorno de personalidade antissocial apresentam altos níveis de irresponsabilidade. Aliás, ela está presente em praticamente todos os aspectos de suas vidas. Por exemplo, em termos financeiros, a pessoa pode não se importar se sua família e filhos estão tendo suas necessidades básicas atendidas; pode acumular dívidas indefinidamente e criar uma série de mentiras para não pagá-las — apenas porque não quer, não porque não pode. Na vida profissional, ele pode mudar de emprego com muita frequência, sem nenhum objetivo ou planejamento. Além disso, pode passar longos períodos sem emprego, mesmo que tenha tido várias chances de trabalhar.


2. Agressividade e indiferença são marcantes


O desprezo pelos sentimentos, desejos e espaço dos outros são aspectos muito fortes nas pessoas com transtorno de personalidade antissocial. A manipulação e a mentira são usadas como esse indivíduo bem entender: para obter poder, sexo, dinheiro e prazer, por exemplo. Tudo sempre feito em benefício pessoal. Por mentirem muito e independentemente da situação, não é raro que desenvolvam rapidamente uma espécie de habilidade para enganar e simular situações. Por outro lado, são pessoas muito impulsivas e quase não têm capacidade de planejar o futuro. É por isso que, normalmente, pessoas antissociais tendem a tomar suas decisões sem analisar a situação e sem pensar claramente sobre ela — de um momento para outro, ela muda de relacionamento, cidade, emprego, área profissional, desiste de projetos, entre outros. Nas duas situações apontadas, fica mais visível as características do indivíduo com transtorno de personalidade antissocial que, sinteticamente, se resume ao desprezo, à manipulação e à atribuição de culpa ao outro — podem culpar as pessoas por estarem passando por uma situação difícil, por serem ingênuas, por terem se aproveitado delas etc. O transtorno de personalidade antissocial é um distúrbio sério e com repercussões muito complicadas para a vida de seu portador e de quem está a sua volta. Suas origens podem estar relacionadas a uma diversidade de fatores ambientais e até mesmo genéticos, além dos traumas. O risco de seu surgimento aumenta em filhos cujos pais possuem a condição — tanto adotivos quanto biológicos. Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em Porto Alegre!

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page