top of page
  • Carolina Torronteguy

Quais são os tipos de transtornos alimentares?

Os transtornos alimentares são perturbações no comportamento alimentar e consideradas doenças psiquiátricas. Em muitos casos, as manifestações acontecem na transição entre a infância e a adolescência, sendo as mulheres o grupo mais atingido.


Os casos desse tipo de transtorno aumentaram muito nos últimos tempos e estão relacionados a aspectos socioculturais, psicológicos e familiares. Além disso, os padrões de beleza cultuados e reforçados pelas mídias sociais, tem contribuído para esse aumento.


Em geral, os transtornos alimentares são caracterizados por uma forte preocupação com o peso e a aparência do corpo. Da mesma forma, esses pacientes podem passar várias horas do dia sem se alimentar, fazer o uso de laxantes ou até evitar sair em locais públicos. Suas consequências podem ser graves, como problemas nos rins, fígado, coração e até morte.


Quais os principais transtornos alimentares?


Bulimia


A bulimia é um transtorno caracterizada pela ingestão compulsiva de alimentos seguido por sentimentos de culpa, levando a pessoa a induzir o vômito para não engordar.

Como a maioria dos transtornos alimentares, as mulheres lideram a ocorrência desse problema e além da indução ao vômito, podem utilizar laxantes ou diuréticos, ficar sem comer ou praticar exercícios físicos intensos para compensar.

Em geral, esses pacientes estão dentro do peso normal mas tendem a fazer dietas rígidas.


Anorexia


No caso da anorexia, há uma preocupação excessiva com o peso e o medo de engordar. Nesse quadro, mesmo que a pessoa esteja magra, ela vai achar sempre que estará acima do peso quando se olha no espelho.

Esse transtorno é semelhante à bulimia e é marcado pela distorção da autoimagem. Aqui, o paciente adota dietas extremas, faz o uso de diuréticos e laxantes, fica longos períodos em jejum, além de realizar atividades físicas intensas.

No entanto, pessoas anorexias apresentam magreza acima do normal e podem desenvolver quadros de desnutrição severa e morte.


Obesidade e Compulsão alimentar


Ao contrário dos sinais da bulimia e da anorexia, a obesidade e a compulsão alimentar é marcada pela ingestão excessiva de alimentos com alto índice de carboidratos e gorduras.

Assim, a pessoa apresenta acúmulo de gordura corporal e o peso acima do recomendado.

Tanto a obesidade como a compulsão alimentar podem ser provocadas por fatores genéticos, ambientais ou psíquicos. Associados a isso, o sedentarismo e a alimentação pouco balanceada.


No caso da compulsão alimentar, o paciente não consegue controlar o impulso de comer mesmo quando está satisfeito.


A obesidade eleva o risco de infarto e AVC, favorecendo o desenvolvimento de muitas doenças e complicações, como hipertensão arterial, diabetes, artrose, câncer, entre outros.


Pica


Esse tipo de transtorno é caracterizado pelo consumo de substâncias não comestíveis como areia, sabonete, argila, cascas de pintura, gesso, giz, entre outros. Mulheres com tendência histérica ou grávidas fazem parte do grupo que apresentam maior propensão a desenvolver esse comportamento.


Caso você apresente algum desses transtornos alimentares, procure o médico para uma avaliação inicial. Quanto antes o diagnóstico for feito, mais assertivo será o tratamento e melhor o resultado.


Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em Porto Alegre!

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page