top of page
  • Carolina Torronteguy

O que são traumas psicológicos?

Ao se deparar com situações de risco de vida ou passar por experiências negativas inesperadas, cada pessoa tem uma forma diferente de reagir e tem seus próprios limites. Quando essa barreira é transposta, surgem os chamados traumas psicológicos.

Você sabe quais os fatores que nos deixam mais suscetíveis a esse quadro? Neste post, explicaremos mais sobre o assunto, apresentando os sintomas que indicam o momento de buscar ajudar de um profissional.

Entenda mais sobre os traumas psicológicos

Trata-se da soma de emoções, imagens, sons e outros sentimentos que foram vivenciados em uma experiência dolorosa, desenvolvendo uma memória traumática no indivíduo que é acessada sempre que surjam situações que o façam reviver o trauma.

Ainda, na psicologia, os traumas psicológicos são entendidos como algo que tem origem no exterior, em um acontecimento externo, mas que repercute internamente, no nível de funcionamento psíquico.

Segundo o Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders (DSM), os eventos traumáticos são aqueles vivenciados diretamente, como, por exemplo:

  • agressão física violenta;

  • combate militar;

  • acidentes automobilísticos;

  • diagnóstico de doenças graves;

  • sequestro;

  • ataque terrorista;

  • tortura;

  • desastres naturais.

De acordo com o mesmo manual DSM, os traumas são situações que ultrapassam a experiência humana. Geralmente, são provocados por pessoas que fazem parte do nosso relacionamento íntimo e familiar, pois, nunca esperamos que elas cometam atos que atentam contra nós.

Ademais, um evento só é considerado traumático quando há um evidente risco de vida ou de segurança de uma pessoa, provocando sensação de incapacidade na vítima e afetando os seus comportamentos, pensamentos e sentimentos.

Quais os sintomas mais comuns?

Os traumas psicológicos trazem prejuízos a todo o nosso corpo, nos afetando tanto física quanto emocionalmente. Por isso, ao reviver experiências traumáticas, manifestamos diferentes tipos de sintomas.

Ainda, entre os sinais físicos mais comuns estão as úlceras, palpitações, hiperexcitação, insônia, alergias, enxaqueca, fibromialgia e síndrome do intestino irritável. Irritabilidade, agressividade, desinteresse pelo futuro e ansiedade são sintomas psíquicos recorrentes. Ademais, os eventos traumáticos também trazem prejuízos sociais, tais como, queda de rendimento escolar ou profissional, conflitos com familiares e amigos, isolamento e apatia.  Quando procurar ajuda profissional?

Os traumas podem desencadear diferentes tipos de transtornos psiquiátricos, tais como, depressão, abuso de substâncias psicoativas, transtorno de ansiedade e/ou de estresse pós-traumático.

Nesses casos, o tratamento costuma ser realizado por uma equipe multidisciplinar, envolvendo psicólogos e psiquiatras, e consiste em uso de medicamentos ansiolíticos ou antidepressivos e sessões de psicoterapia.

Ainda, a psicoterapia pode ser realizada de diferentes formas e tem como objetivo fazer com que o paciente vença o trauma, de modo que não seja mais afetado física, social e psicologicamente ao vivenciar novamente a situação.

Portanto, ao passar por uma experiência grave e perceber a manifestação de alguns sintomas mencionados, procure ajuda profissional. Apenas com o tratamento adequado é possível aprender a lidar com os traumas psicológicos.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como psiquiatra em Porto Alegre!

Comentarios


Los comentarios se han desactivado.
bottom of page